UFSC » Centro de Ciências da Educação

UFSC PROMOVE CAMPANHA DE DOAÇÃO DE MEDULA PARA ESTUDANTE DO CA
Publicado em 25/08/2015 às 11:29

João Pedro Aguiar tem 15 anos e é estudante do Colégio de Aplicação (CA) da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) desde 2007.  O jovem foi diagnosticado com leucemia em 2013, fez quimioterapia e obteve efeitos positivos. No início de 2015, porém, novo diagnóstico detectou que as células cancerígenas voltaram a aparecer, e que seria necessário realizar o transplante de medula. Nesse ponto, começaram as campanhas para doação, pois a dificuldade de encontrar pessoas compatíveis é grande.

“João Pedro cursa o 9º ano do ensino fundamental e, desde julho, não tem frequentado as aulas porque está em tratamento quimioterápico”, relata George França, coordenador de Comunicação, Divulgação e Eventos do CA. “Estamos organizando mutirões, ao longo desta semana, para ir ao Hemosc (Av. Prof. Othon Gama d’Eça, 756, Centro) fazer testes e doações para ajudar o garoto em sua batalha”, acrescenta.

Conforme consta no site do Instituto Nacional de Câncer (Inca) e na página do Hemosc, os possíveis doadores de medula devem ter entre 18 e 55 anos e uma saúde boa. É coletada uma amostra de sangue que passa por identificação de compatibilidade genética e compõe um cadastro nacional chamado REDOME. Caso seja detectada compatibilidade, o doador é contatado para novos exames de saúde e, então, para efetivar a doação.

Há algumas campanhas buscando doadores para ajudar João em seu Facebook, através de compartilhamentos de amigos e familiares, além da torcida Mancha Azul do Avaí, time do menino. George reforça que “cumprindo os pré-requisitos, basta ter vontade para colaborar”.

Mais informações no site da UFSC, na página de notícias do Colégio de Aplicação.

Gisele Flôres/Estagiária de Jornalismo Agecom/DGC/UFSC

(http://noticias.ufsc.br/2015/08/ufsc-promove-campanha-de-doacao-de-medula-para-estudante-do-ca/)

LANÇAMENTO DO WEBDOCUMENTÁRIO “NA LINHA DO TEMPO”
Publicado em 24/08/2015 às 12:40

Nossa equipe tem a honra de apresentar o Webdocumentário Na LinhECD_Webdocumentário_Chamada Facebook v2_Isadora (1)a do Tempo (http://educacaonaculturadigital.ufsc.br/nalinhadotempo) , realizado com professores, alunos e gestores da Escola de Educação Básica Adelaide Konder, em Navegantes-SC.

É cada vez mais evidente a constatação de que as tecnologias digitais precisam ser compreendidas e utilizadas no ambiente escolar. O grande desafio enfrentado atualmente por educadores e pela sociedade em geral é compreender como isso pode ser feito de forma participativa, criativa e crítica. Com uma linguagem lúdica, intuitiva e conectada ao dinamismo da informação na nossa “era digital”, Na Linha do Tempo apresenta projetos de intervenção multidisciplinares, que desejam aproximar alunos, escola e tecnologias digitais. Os projetos foram instigados pelo Curso de Especialização em Educação na Cultura Digital, ofertado pela Universidade Federal de Santa Catarina, em parceria com o Ministério da Educação, a Secretaria Estadual de Educação de Santa Catarina e a Undime-SC. A proposta do Webdocumentário é que não haja uma narrativa linear. O usuário/leitor/espectador/autor é convidado a construir a sua própria forma de compreender a mensagem que queremos transmitir, seja através de vídeos, textos, áudios e links para outros assuntos correlatos.

Divulgue, comente e discuta conosco sobre o assunto em nossa Mídia Social (http://educacaonaculturadigital.ufsc.br/), ou em nossa página do Facebook (https://www.facebook.com/educacaonaculturadigital?fref=ts).

Sua participação é muito importante!

Coordenação do Curso e Equipe de Produção – Educação na Cultura Digital

(nota enviada pela Coordenadoria de especialização em Educação na Cultura Digital)

PRIMEIRA TRANS A USAR NOME SOCIAL NA UFSC SE FORMA EM ARQUIVOLOGIA
Publicado em 24/08/2015 às 12:11

Formatura-primeira-estudante-a-usar-nome-social-Foto-Henrique-Almeida-3-300x199 Formatura-primeira-estudante-a-usar-nome-social-Foto-Henrique-Almeida-11-300x199“Olha, vou confessar que não estava muito ansiosa não. Mas ontem caiu a ficha e hoje estou mais emotiva”, contava Patrícia Aguilera um dia antes de sua formatura no curso de Arquivologia da UFSC, na última quinta-feira. Na cerimônia, a sensibilidade continuava à flor da pele: escolhida como oradora para fazer o discurso em nome da turma, em vários momentos deixou derramar lágrimas e falou com voz embargada, mesmo com o texto repleto de toques bem- humorados. Na voz dela, chamava ainda mais a atenção o trecho em que celebrava os formandos terem “seus nomes perpetuados na Universidade Federal de Santa Catarina”.

O nome que ela perpetua na UFSC tem uma história especial. Patrícia foi a primeira transexual que teve o direito a usar o nome social na Universidade e a primeira com nome social a se formar. No caso dela, que conseguiu também a mudança de registro civil, será esse também o nome que estará no diploma. Foi também a primeira a conseguir essa retificação de nome em Florianópolis. Para quem não faz essa mudança, aparece no diploma o nome civil, mas, durante seu período na Universidade, usa o nome social em todas as atividades, conforme resolução aprovada em 2012 e modificada no dia 13 de agosto pelo Conselho Universitário (CUn).

Ela já usa o nome social, como parte importante de sua identidade, há vários anos. Desde criança, percebia que tinha um jeito mais delicado que os dos outros meninos. Na oitava série, estudava no Instituto Estadual de Educação e reprovou em Educação Física. “Eu simplesmente não ia à aula; em vez disso, fazia teatro.” Quando o pai foi chamado ao colégio para ser comunicado da reprovação, disse que conversariam melhor em casa. “Chovia muito e até quis me molhar bastante, para ver se ele ficava com pena.” Não ficou. Ela conta que apanhou muito, com cabo de madeira na cabeça, até desmaiar. Acordou amarrada numa cadeira, sangrando pela boca, nariz e orelhas e permaneceu presa por três dias. “Lembro que a cadeira ficava perto da janela, e eu ficava vendo a chuva cair do lado de fora. Mas não lembro quem me desamarrou.”

Logo após ser solta, saiu de casa, ainda com as roupas do colégio. Conseguiu abrigo com o grupo de teatro e em seguida recorreu ao Conselho Tutelar. “Nessa época eu não conhecia nada do mundo gay, nunca tinha ficado com um menino, nada”, diz. Começou a usar o nome quando foi trabalhar em uma casa noturna dirigida ao público LGBT, mas era uma fase de transição. “Era uma coisa meio mutante ainda. De dia, usava roupas de menino, até que uma vez, na fila do mercado, ouvi uma criança perguntar para a mãe por que aquela moça, que era eu, estava vestida como homem. Aí resolvi me assumir de vez como Patrícia”, conta.

Em 2011, quando entrou na UFSC, já se identificava sempre como mulher, e a Universidade já havia aprovado o direito de uso do nome social, mas encontrou dificuldades na matrícula. “O funcionário simplesmente não entendia o que eu queria; eu quase desisti. Então ele me deu uma folha em branco e pediu que escrevesse ali qual era meu pedido”, lembra. Como não obteve resposta, acabou entrando só no semestre seguinte. “Participei de um monte de reuniões, conversei com reitor. Eu dizia ‘o que eu vou fazer na sala com nome de homem?’; explicava de novo, mas, no final, tudo o que pedi naquele dia foi aceito.”

Continue a leitura »

ABERTAS AS INSCRIÇÕES PARA MESTRADO E DOUTORADO EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO
Publicado em 21/08/2015 às 11:20

O Programa de Pós-Graduação em Ciência da Informação (PPGCIN) do CED/UFSC informa que estão abertas as inscrições para seleção de mestrado e doutorado 2016. As inscrições para o preenchimento de até 25 vagas podem ser realizadas de  7 a 18 de setembro. Para consultas de editais e formulários e distribuição de vagas acesse o site do programa: PPGCIN.

 

 

CANCELA DO ESTACIONAMENTO DO CED OPERA NORMALMENTE A PARTIR DESTA QUINTA-FEIRA
Publicado em 19/08/2015 às 17:48

A Direção do Centro de Ciências da Educação (CED) comunica que a cancela do estacionamento do CED voltou a funcionar normalmente no dia de hoje (19/08). Em caso de problemas com o cartão da cancela, os servidores Mario ou Augusto devem ser procurados na Coordenadoria de Apoio Administrativo do CED.

 

 

RESULTADO DA CHAMADA PÚBLICA PARA BOLSISTA DO NÚCLEO DE FORMAÇÃO
Publicado em 19/08/2015 às 14:22

O Laboratório de Novas Tecnologias (LANTEC) divulgou  no dia  (19/08) o resultado da Chamada Pública 03/2015. Os selecionados atuarão como bolsistas no Núcleo de Formação. 

Resultado da Chamada Pública 03/201503/2015

  • Administradores do Site
  • 1960 - 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000 |
  • Última atualização do site foi em 25 de agosto 2015 - 12:16:05